Aprenda Como EMAGRECER De Vez de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...   Coloque seu E-mail para te enviar o Material que vai mudar a sua vida....

Cantora Thaeme recorre a alternativa natural para acelerar a queima de gorduras

Dicas de Saúde

Conjuntivite – Causas, sintomas e tratamento

A conjuntivite é uma doença bastante comum. Causada por uma inflamação na conjuntiva, membrana que reveste a parte superior da pálpebra e que se prolonga na parte branca do olho, chamada esclera. Essa doença pode afetar apenas um ou os dois olhos, durando cerca de 15 dias.

É considerada uma doença crônica ou aguda, e não deixa sequelas em pacientes infectados. A mudança brusca de tempo, e reações alérgicas de diferentes origens, vírus ou bactérias que se alojam nos olhos são as principais causas dessa doença. Mesmo sendo bastante “simples” é bastante contagiosa se estiver em forma bacteriana ou viral, um simples contato com as mãos, secreções ou objetos contaminados são suficientes a transmissão.

A conjuntivite

Quando o paciente está infectado, os vasos de sangue dos olhos se dilatam, dando um aspecto avermelhado para a esclera, uma característica bastante comum da doença, é acompanhada também de coceira constante. Este é um detalhe que deve se ter bastante atenção, já que pode ser transmitida pelas mãos.

Conjuntivite

As reações alérgicas se encaixam na lista dos principais causadores da conjuntivite, podendo ter diversas origens, veja:

  • Alergia ao pólen de flores, aumentada na primavera.
  • O cloro das piscinas.
  • Alergia a alguns produtos de limpeza.
  • Alergia a poluição diária.
  • Fumaça.
  • Maquiagens de qualidade inferior ou mal aplicadas.

É muito comum que essa doença surja durante o verão, sua forma mais natural é causada pelo vírus Adenovírus. A forma bacteriana é a mais difícil de ser encontrada, cujas bactérias causadoras são: Pseudomonas aeruginosa, Staphylococcus aureus, Haemophilus influenzae, Treptococcus pneumoniae e Moraxella catarrhalis.

Sintomas da doença

Seus sintomas podem ser identificados facilmente, o que vai mudar nos sintomas é apenas variação das formas da doença, viral, alérgica ou bacteriana. Veja a seguir quais são os sintomas em comum entre essas três formas:

  • Inchaço das pálpebras.
  • Olhos avermelhados e lacrimejamento constante.
  • Sensação de que os olhos estão sujos de areia.
  • Ardência e coceira.
  • Sente-se uma dor extrema ao olhar para a luz.
  • Pálpebras grudadas ao acordar.

É sempre válido ressaltar que para diagnósticos mais completos é necessário consultar um médico, que indicará os medicamentos para o tratamento.

Fatores de risco

Conjuntivite

Pessoas alérgicas, com baixa imunidade, que coçam os olhos com as mãos sujas, e doenças como a herpes e autoimunes, são fatores que fazem com que as pessoas fiquem mais suscetíveis à doença.

O tratamento

Para cada problema será necessário um tratamento específico, se for viral ou alérgica, pode ser combatida com a higienização do local e aplicação de colírios. Se for bacteriana, é necessário utilizar antibióticos e colírios específicos, estes são receitados pelo médico.

Compressas de água gelada e a higienização dos olhos com água limpa ou soro fisiológico auxiliam no tratamento.

E mais, o tratamento não deve ser feito sem antes a consulta de um médico especialista no assunto, somente ele poderá indicar quais os melhores medicamentos para o tipo de conjuntivite que você está com ele no momento.

O uso de medicação sem a receita ou a orientação de um médico pode provocar prejuízos para sua saúde. Então, evite o auto medicamento e também seguir conselhos de outras pessoas que não forem profissionais.

Prevenção

Alguns cuidados diários são necessários para a prevenção da doença, como: manter as mãos e a pele do rosto sempre limpas; não coçar os olhos; não compartilhar maquiagens, esponjas ou toalhas de rosto; evitar locais lotados; evite lentes de contato e utilize a proteção necessária para os olhos caso trabalhe com produtos químicos.

A conjuntivite é um tipo de problema que é altamente contaminável, a pessoa precisa ter muito cuidado no ambiente em que ela está para evitar o contágio de pessoas que ela convive.

Por isso sempre se previna para evitar que as pessoas mais próximas a você também fiquem com este problema, ele é muito incomodo e a pessoa precisa seguir corretamente todas as indicações do profissional.

Gostou deste artigo? Para ver mais artigos interessantes como este Clique Aqui!

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.