Aprenda Como EMAGRECER De Vez de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...   Coloque seu E-mail para te enviar o Material que vai mudar a sua vida....

Cantora Thaeme recorre a alternativa natural para acelerar a queima de gorduras

Dicas de Saúde

Dexametasona – Para que Serve? Contra Indicações, Efeitos, Bula e Mais…

O Dexametasona é utilizado para tratar inflamações e a alergias. É um medicamento que faz parte do grupo dos corticoides, sendo considerado um remédio extremamente potente em sua função.

O objetivo da indicação é o combate as reações alérgicas, principalmente, as graves; infecções causadas por fungos, doenças reumáticas, que surgem na pele, nos olhos e toda a região, problemas hormonais, doenças gastrointestinais, edema cerebral e muitas doenças mais que serão mencionadas no decorrer do texto.

Normalmente, ocorre a indicação de Dexametasona devido a sua ação poderosa como um anti inflamatório e seus efeitos colaterais de leve atuação no corpo. Dificilmente nos deparamos com pessoas que tiveram reações com o uso deste medicamento.

Por conta de sua ação anti inflamatória, o remédio atua diretamente na área em que foi afetada, evitando que as células que estão inflamadas se desenvolvam, reduzindo até a eliminação das células infectadas.

O medicamento deve ser consumido de forma oral, a qual será facilmente absorvido pelo corpo, sendo metabolizado pelo órgão do fígado, porém de forma mais lenta. O medicamento será eliminado através da urina.

O Dexametasona está à disposição de todos, na maioria das farmácias brasileiras. Seu composto ativo é o Dexamex e o Desametasona em comprimido, mas é possível encontrar também na forma injetável.

Dexametasona

Não tem um valor fixo, é possível encontrar na faixa de preço de cinco a vinte reais, levando em consideração a sua marca, forma de manipulação. Para saber qual o mais indicado consulte um médico.

PARA QUE SERVE

  • Alergias, entre elas: asma brônquica, dermatite atópica, hipersensibilidade a medicamentos, e outras mais,
  • Doenças na derme: dermatite esfoliativa, pênfigo, psoríasegrave, e outras,
  • Problemas gastrointestinais, como: no período crítico da colite ulcerativa regional,
  • Doenças reumáticas, como por exemplo: artrite reumatoide, bursite aguda e subaguda, e outras,
  • Edema cerebral,
  • Endocrinopatias, tais como: hiperplasia adrenal congênita, tireoidite não supurativa, e outras,
  • Estados edematosos,
  • Hemopatias: anemia hemolítica adquirida, anemia hipoplásica congênita, entre outras,
  • Oftalmopatias, como: conjuntivite alérgica, herpes zoster oftálmico, neurite óptica, entre outras,
  • Para tratamento paliativo de leucemia e linfomas (em adultos) e leucemia aguda (em crianças),
  • Pneumopatias, tais como: sarcoidose sintomática, tuberculose pulmonar disseminada ou fulminante, pneumonia aspirativa, entre outras.

Para além desses exemplos citados na lista acima, temos outros problemas que podem ser aliviados com o uso deste medicamento como no caso da manutenção de casos de lúpus eritematoso, meningite tuberculosa, triquinose e outras.

CONTRA INDICAÇÕES

Como qualquer remédio, encontramos também as contra indicações. É preciso tomar muito cuidado com este tipo de aviso:

  1. Em casos de infecções fúngicas sistêmicas,
  2. Ter alergia aos componentes que fazem parte da fórmula,
  3. As mulheres gestantes devem ficar atentas aos níveis de doses substanciais corticosteroides, sendo o uso feito somente com orientação médica,
  4. Em lactantes apenas em doses mais baixas.

É importante consultar um médico com frequência para saber se pode ou não consumir este remédio.

POSOLOGIA

De início o recomendado é o uso de 0,75 até 15 mg, diariamente do remédio, podendo ter variações de acordo com a doença e as necessidades que o paciente apresenta.

Dexametasona

EFEITOS COLATERAIS

  • Aumento considerável do apetite,
  • O peso aumenta,
  • Fraqueza muscular
  • Insuficiência cardíaca,
  • Coceira,
  • Convulsões,
  • Pressão alta,
  • Irregularidades menstruais,
  • Irritações na pele,
  • Mal estar,
  • Hipersensibilidade,
  • Glaucoma,
  • Retenção de sódio e de líquidos,
  • Soluços,

Esses são alguns dos possíveis sintomas que podem surgir como efeito colateral do uso deste medicamento. Quando os sintomas ocorrerem um medico deve ser consultado, mas atenção verifique se está fazendo o uso correto do medicamento, pois pode resultar nas reações, caso esteja incorreto.

Gostou deste artigo? Para ver mais artigos interessantes como este Clique Aqui!

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.