Aprenda Como EMAGRECER De Vez de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...   Coloque seu E-mail para te enviar o Material que vai mudar a sua vida....

Cantora Thaeme recorre a alternativa natural para acelerar a queima de gorduras

Dicas de Saúde

Dor abdominal – O que causa, Doenças relacionadas e Como tratar

Sentir dores na região do abdômen pode ser diversos tipos de problemas, desde os mais leves até situações mais graves, isso irá depender exclusivamente da intensidade da dor que o sujeito está sentindo e a forma como ela se apresenta.

Isto porque podemos encontrar dores abdominais relacionadas a má digestão dos alimentos, problemas em órgãos do corpo, podendo ser inflamações ou até infecções, ou pode ser devido a um esforço excessivo. Enfim, a dor abdominal possui diversos fatores.

Entretanto, é preciso buscar o motivo da dor, ou seja, o que realmente está causando aquele incomodo. Pois não basta só buscar um alivio imediato, se a dor continuar o médico deve ser consultado com urgência, só assim poderá encontrar a raiz do problema.

Para entender mais sobre o assunto de dor abdominal, teremos no post as possíveis causas dessa dor, quais são as doenças que estão relacionada a este tipo de sintoma e formas de tratamento.

Dor abdominal

QUAIS SÃO AS CAUSAS DA DOR NA REGIÃO ABDOMINAL?

Quando a pessoa começa a sentir dores no abdômen, precisa manter a calma, pois existem vários fatores que podem causar esse tipo de incomodo na pessoa. É preciso buscar entender o que aconteceu antes de aparecer a dor. Por isso é interessante conhecer quais são as principais causas da dor na região do abdômen:

  • Dor muscular;
  • Intoxicação alimentar;
  • Gases;
  • Problemas para digerir os alimentos.
  • Doenças, infecções e inflamações de algum órgão dessa área abdominal.

Na maior parte dos casos em que a pessoa possui dores na área abdominal, não está relacionado a um problema de maior gravidade, normalmente são situações esporádicas, devido a um comportamento inadequado. Essas dores tendem a passar rapidamente, some no mesmo dia.

Porém, quando a dor está associada a um problema mais complexo, a dor se intensifica e perdura por dias e até semanas. Nesses casos, as dores vem acompanhadas de outros sintomas, como tontura, febre, fraqueza, mal estar e outros.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DA DOR NA REGIÃO ABDOMINAL?

Dependendo do tipo de problema que a pessoa está passando no momento, a dor abdominal pode estar acompanhada de diversos sintomas. A pessoa precisa saber o que tem para poder identificar melhor o seu problema. Porém, existem sintomas recorrentes que estão associados a dor na região abdominal veja:

  • Queimação;
  • Pontada;
  • Pressão;
  • Febres;
  • Dor irradiada;
  • Dificuldade para se locomover;
  • Dificuldade para ingerir qualquer alimento;
  • Dificuldade para encontrar uma posição confortável em casos de altíssima intensidade.

COMO É O DIAGNÓSTICO?

Para fazer um diagnóstico desse tipo de dor, é muito comum associá-lo a um exame de imagem. Ou seja, apenas relatar que sente dor não é o suficiente para classificar a doença, sendo necessário outros recursos.

Dor abdominal

Por exemplo, quando a pessoa reclama de dor abdominal na parte direita, pode indicar uma possível inflamação no fígado, pedra na vesícula e muitas outras doenças, até mesmo mais sérias.

Nessa situação, é importante consultar um médico o quanto antes para poder tratar do problema, para que ele não se complique.

Existem situações em que a dor está associada a uma hemorragia ou outros fatores mais complexos que pode provocar a morte da pessoa, se não for imediatamente diagnosticado e tratado.

COMO É O TRATAMENTO?

Não existe um tratamento especifico para dor abdominal, ela irá variar de acordo com o tipo de problema que o paciente apresenta, cada dor pode representar uma enfermidade e uma possibilidade para tratamento.

Em situações nas quais a pessoa sente uma dor mais leve e a qual passa em poucas horas, não é necessário buscar um médico, pois não tem relação com algo mais grave. Porém se sua dor o acompanha durante alguns dias, o médico deve ser consultado para que ele possa indicar o tratamento.

Gostou deste artigo? Para ver mais artigos interessantes como este Clique Aqui!

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.