Aprenda Como EMAGRECER De Vez de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...   Coloque seu E-mail para te enviar o Material que vai mudar a sua vida....

Cantora Thaeme recorre a alternativa natural para acelerar a queima de gorduras

Dicas de Saúde

O que é a testosterona, para que serve e efeitos colaterais

A Testosterona é um dos hormônios masculinos mais importantes, produzido naturalmente pelo organismo. Por outro lado, ela também pode ser consumida, via oral ou injetável através dos suplementos.

Os benefícios que a suplementação de testosterona promete são muito atraentes aos homens: a possibilidade de aumentar rapidamente a massa muscular, força, resistência, melhorar a memória, concentração, a libido, melhorar os níveis de energia e mesmo atuar como uma fórmula antienvelhecimento. Estudos ainda sugerem que a testosterona pode ser uma grande aliada na perda de peso a homens obesos.

O que é a testosterona, para que serve e efeitos colaterais

Por outro lado, essa prática pode ser muito perigosa, quando feita indiscriminadamente e sem um acompanhamento médico. Níveis altos de testosterona podem causar efeitos colaterais imediatamente e, a médio e longo prazo, prejuízos severos advindos do desequilíbrio hormonal. Os sistemas que mais sofrem com o excesso de testosterona certamente são os sistemas cardiovascular, endócrino e sexual – através da atrofia de glândulas, inclusive os testículos.

 

O que é Testosterona?

A Testosterona é o hormônio mais abundante no corpo masculino. Nos homens, é produzido pelos testículos e, nas mulheres, em baixa quantidade, é secretado pelos ovários. Dentre suas principais funções, a testosterona atua na formação dos órgãos sexuais e na caracterização do corpo, como o aparecimento de pelos, engrossamento da voz, calvície, aumento da massa muscular, resistência, força, dentre outros fatores.

 

Para que serve a Testosterona como suplemento?

Por ela ser completamente produzida pelo corpo, não necessita ser ingerida, porém, em alguns casos, pode haver um comprometimento da produção do hormônio, necessitando de uma suplementação indicada e acompanhada por um médico.

De outra maneira, muitos homens e mulheres têm recorrido à suplementação da testosterona em busca da potencialização dos seus efeitos no corpo, em especial, no crescimento da massa muscular.

O corpo humano produz hormônios que atuam em conjunto e em equilíbrio. Logo, qualquer interferência nesse equilíbrio, na interação com outros hormônios e substâncias, prejudica o funcionamento do organismo como um todo.

O suplemento de Testosterona, quando tomado em caso de necessidade, administrado por um tempo determinado com um acompanhamento profissional, não traz prejuízos ao corpo ou, no máximo, efeitos colaterais mínimos, que são compensados pelos benefícios. Porém, quando consumida indiscriminadamente, especialmente para fins estéticos, pode causar problemas graves e até mesmo irreversíveis ao organismo. Conheça os principais efeitos colaterais do consumo excessivo de testosterona:

O que é a testosterona

Efeitos colaterais da Testosterona

Acne: A testosterona age diretamente na derme estimulando o crescimento de pelos. Logo, ela atua como um ativador e proliferador das glândulas sebáceas. O excesso de testosterona pode deixar a pele com um aspecto mais oleoso e provocar acne, especialmente em pessoas que já tenham essa tendência. A alta estimulação das glândulas sebáceas também provoca uma maior transpiração, em um suor com forte odor.

Hipertensão e Arritmia Cardíaca: O excesso de testosterona provoca um crescimento irregular das fibras musculares, incluindo das do coração. Estudos já comprovaram que ela provoca um aumento desproporcional do ventrículo esquerdo e, por conseguinte, uma alteração e desregulação dos batimentos cardíacos. Se o coração trabalha em condições desfavoráveis e em sobrecarga de um dos ventrículos, ocasiona também um aumento da pressão sanguínea e consequente hipertensão.

Tumores: O excesso de testosterona, além de promover uma supermultiplicação de células que podem ser cancerígenas, sobrecarrega órgãos importantes para o metabolismo, como fígado e rins. Já é comprovada a associação do consumo da testosterona com o aparecimento de tumores no fígado.

Atrofia e impotência dos órgãos sexuais: Por mais que a testosterona aja no desenvolvimento e manutenção dos órgãos sexuais, seu excesso pode causar efeito contrário. Altos níveis de testosterona fazem com que os testículos (produtores do hormônio) trabalhem menos para regular o desequilíbrio e, em longo prazo, pode causar a sua progressiva diminuição e deterioração. Em paralelo, o homem pode se tornar sexualmente impotente.

Outros efeitos também podem ser observados, como a calvície, engrossamento definitivo da voz, irritabilidade, agressividade, alterações no sono e enxaquecas.

Gostou deste artigo? Para ver mais artigos interessantes como este Clique Aqui!

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Maria disse:

    Bem esclarecido!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.