Scroll Top

Aprenda Como EMAGRECER De Vez de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...   Coloque seu E-mail para te enviar o Material que vai mudar a sua vida....

Dicas de Saúde

Os 13 sintomas de deficiência de potássio

O potássio é um dos minerais mais importantes para o funcionamento geral do corpo. Primeiramente, junto com o sódio, ele atua na regulação da quantidade de água nas células, mantendo a hidratação natural sem retenção de líquido, logo, seus efeitos influenciam todos os sistemas do corpo.

Além do metabolismo da água, o potássio também atua na regulação da pressão arterial, absorção de nutrientes pelo sistema digestivo, na nutrição e regeneração muscular assim como também nos processos mentais, atuando no transporte de neurotransmissores. Além dessas funções principais, o potássio ainda está presente em diversas outras atividades importantes e a sua deficiência pode levar a complicações graves.deficiência de potássio

A deficiência de potássio no organismo é chamada de Hipocalemia. Os níveis normais de potássio no sangue de uma pessoa adulta são de 3,6 a 5,2 mmol/L. Uma concentração menor que 3,5 mmol/L já pode ser considerada como um quadro de Hipocalemia, tornando-se um diagnóstico mais grave quando essas medidas chegam a menos de 1,5 mmol/L, podendo apresentar risco de morte. Para além dos exames de sangue, as baixas concentrações de potássio provocam também alguns sinais no corpo que, se identificados atentamente, podem ser percebidos e tratados com antecedência.

 

Causas para a deficiência de potássio

A hipocalemia é um quadro multicausal, isto é, pode se desenvolver de várias formas. Pelo potássio ser um nutriente facilmente encontrado na dieta comum, a maior causa de sua deficiência não está na falta de consumo, mas na perda excessiva deste pela urina, situação decorrente da utilização constante de medicamentos e alimentos diuréticos assim como de algumas complicações renais. Vômitos e diarreias também podem provocar uma perda da concentração de potássio no corpo. Dificilmente a hipocalemia será resultado de uma dieta pobre em potássio, mas é uma possibilidade que pode acontecer.

As principais causas que provocam a perda do potássio são:

 

  • Insuficiência renal crônica
  • Cetoacidose diabética
  • Hiperaldosteronismo primário
  • Diarreia
  • Vômitos
  • Uso excessivo de álcool
  • Uso excessivo de laxantes
  • Uso de medicamentos diuréticos
  • Alguns antibióticos
  • Transpiração excessiva
  • Deficiência de ácido fólico
  • Deficiência de magnésio
  • Síndrome de Liddle
  • Síndrome de Cushing
  • Síndrome de Bartter
  • Síndrome de Fanconi
  • Distúrbios alimentares

 

Sintomas de Hipocalemia

Os estímulos nervosos das células neuromusculares não carregam rapidamente, dificultando movimentos rápidos e repetitivos, o funcionamento regular de alguns órgãos, como pulmão, intestino, coração além de prejudicar as funções cerebrais. Como o potássio é responsável por expelir a água excedente do organismo, sua deficiência leva a um desequilíbrio na função do sódio, provocando retenção de líquidos, inchaços e mesmo constipações. Os 13 principais sinais que sugerem uma deficiência de potássio no organismo são:

sintomas de deficiência de potássio

  1. Dores musculares, cãibras e fraqueza anormal (fraqueza nos músculos gastrointestinais e respiratórios em casos mais graves);
  2. Ritmo cardíaco anormal (disritmias), especialmente em pessoas com doença cardíaca;
  3. Fadiga;
  4. Paralisia (que pode incluir os pulmões);
  5. Constipação;
  6. Dores intestinais;
  7. Espasmos musculares;
  8. Lesão muscular (rabdomiólise);
  9. Reflexos inativos;
  10. Dores intensas de cabeça;
  11. Pressão arterial elevada;
  12. Inchaços em glândulas;
  13. Perda de funções cognitivas: dificuldades na memória, pensamento lento, atenção, concentração.

 

Tratamento para Hipocalemia

Caso o diagnóstico de deficiência de potássio ocorra, o tratamento é prescrito pelo médico. Em geral, é um tratamento simples, baseado em uma mudança na dieta e a ingestão de suplementos de potássio. Em casos mais graves, a administração do potássio pode ser feita diretamente na veia.

Caso o paciente utilize algum medicamento de efeito diurético, pode ser necessário a interrupção do tratamento, porém, esta deverá ser prescrita apenas pelo médico. Se a deficiência do potássio foi efeito colateral de algum outro problema, o tratamento então será direcionado de acordo com a causa relacionada.

Pacientes que tenham problemas cardíacos correm maiores riscos de sofrerem complicações em uma deficiência de potássio, uma vez que a hipocalemia pode causar batimentos cardíacos irregulares, aumentando o risco de situações graves e até mesmo fatais.

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.