Aprenda Como EMAGRECER De Vez de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...   Coloque seu E-mail para te enviar o Material que vai mudar a sua vida....

Cantora Thaeme recorre a alternativa natural para acelerar a queima de gorduras

Doenças

Hepatite B – Sintomas, Diagnóstico, Transmissão, Prevenção

É muito importante ter o máximo de informações com relação a hepatite B, afinal ela é uma doença sexualmente transmissível a qual possui um tratamento que é considerado, por muitos, como altamente perigoso. Sendo assim, é necessário obter o máximo de informações, principalmente com relação a transmissão, prevenção e quais s sintomas.

Se você está com dúvidas em relação a hepatite B, leia até o final, pois daremos todas as informações sobre o assunto.

SINTOMAS

A hepatite B é uma doença viral, causada pelo vírus VHB, o qual, como a maioria dos vírus, se instala no corpo do sujeito sem apresentar os sintomas. Sendo assim, qualquer pessoa pode ser o hospedeiro desse vírus, pois ele é silencioso. E como saber se estou com ele ou não?

Hepatite B

Simples, basta solicitar um exame completo o qual irá indicar a presença ou não do vírus. Somente dessa maneira é possível identificar o vírus no corpo para então poder ser feito um tratamento, lembrando que esse exame deve ser feito todos os anos:

  • Cansaço
  • Dores musculares
  • Enjôo e náuseas
  • Febre
  • Fezes esbranquiçadas
  • Fraqueza
  • Icterícia ( olhos e pele de cor amarelada)
  • Mal estar
  • Perda de apetite
  • Sensação de saciedade
  • Urina escura

Os sintomas da hepatite ao muito genéricos, sendo possível encontrar em outras doenças. Dessa forma leva-se em consideração a forma como a pessoa possa ter adquirido: relação sexual desprotegida (sem uso de camisinha), ter utilizado drogas injetáveis ou compartilhados lâminas de barbear, agulhas ou objetos perfurantes.

Quando o vírus se aloja no corpo pode demorar meses para começar a se manifestar mais alguns dias para então surgirem os sintomas. O que dificulta todo o processo de diagnóstico da doença.

TRANSMISSÃO

Vale ressaltar que essa é uma doença altamente contagiosa e é preciso tomar cuidado. As formas mais comuns de transmissão são:

Hepatite B

  • Compartilhar materiais perfurantes ou cortantes como agulhas, seringas, lâminas, alicates de unha, escovas de dente, entre outros
  • De mãe para filho pela gestação
  • Pelo leite materno por meio da amamentação
  • Relações sexuais sem camisinha com uma pessoa infectada
  • Transfusão com sangue contaminado

CRIANÇAS

Quando encontramos crianças infectadas com o vírus, possivelmente adquiriram das mães durante a gestão ou no período de amamentação. De qualquer maneira, é importante que a mãe receba acompanhamentos de um médico durante toda a gravidez.

TIPOS DE HEPATITE B

Podemos nos deparar com dois tipos dessa doença: aguda e a crônica. Sendo a primeira com passagem mais rápida, pois o próprio corpo se defende do vírus, enquanto a segunda é necessário tratamento médico.

DIAGNÓSTICO DA DOENÇA

Você só consegue diagnosticar a doença através do exame de sangue ou por meio de um exame que identifica DST’s.

VACINAÇÃO

É possível se prevenir da doença tomando a vacina que é oferecida pelo SUS, nos postos de saúde de forma gratuita. A vacinação ajuda a evitar o contágio da doença, porém não é o tratamento em si, é apenas um método utilizado para prevenir de contrair essa doença.

TRATAMENTO

O tratamento pode variar, pois existem diversas maneiras de você tratar a doença. Primeiro o médico precisa identificar o tipo que está presente em seu corpo, em seguida orientar para o melhor tratamento. Vale lembrar que o tratamento ocorre durante meses, até que de fato o vírus seja eliminado do corpo.

Outra questão importante é que a doença afeta o fígado, fazendo com que, se não for tratado, se transforme em uma cirrose. É altamente perigosa a doença se não for cuidada de maneira adequada, de preferência por um profissional. Por isso não se deve tomar qualquer medicamento e é importante tomar cuidado com a alimentação.

PREVENÇÃO

A melhor forma de se prevenir contra a doença é tomando as 3 doses de vacinação corretamente, utilizar os métodos protetores de DST durante a relação sexual e não compartilhar seringas e agulhas, u qualquer outro objeto injetável.

 

Gostou deste artigo? Para ver mais artigos interessantes como este Clique Aqui!

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.