Aprenda Como EMAGRECER De Vez de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...   Coloque seu E-mail para te enviar o Material que vai mudar a sua vida....

Cantora Thaeme recorre a alternativa natural para acelerar a queima de gorduras

Dicas de Saúde

Metronidazol: Para Que Pode Ser Usado? É antibiótico? Que Cuidados Tomar?

O Metronidazol é um medicamento que deve ser indicado por um médico, pois sua orientação de uso é para pacientes que estejam com algum tipo de infecção no intestino ou na vagina.

Essas infecções são causadas por bactérias que se proliferam com muita facilidade, ocasionando diversas complicações na saúde do sujeito. Quando o Metronidazol é consumido, ele irá atuar como um anti-inflamatório e um antibacteriano, o qual impede o desenvolvimento desses microrganismo no corpo da pessoa infectada.

Sua ação demora aproximadamente de uma a duas horas. Se você quiser saber mais sobre esse remédio, basta continuar lendo esse post pois aqui daremos todas as informações que estão na bula de maneira resumida para facilitar sua compreensão com relação ao medicamento em destaque.

PARA QUE SERVE METRONIDAZOL?

Metronidazol.

Existem muitas infecções que podem atingir as regiões do intestino e da vagina. Para especificar, iremos fazer uma lista com os nomes das doenças que o Metronidazol é indicado, confira:

  • Giardíase: é uma infecção provocada pelo protozoário flagelado também conhecido como Giardia lamblia ataca direto o intestino delgado da pessoa;
  • Amebíase: todo e qualquer tipo de infecção provocada por amebas;
  • Vaginites;
  • Tricomoníase: todo e qualquer tipo de doença infecciosa causa pelo Tricomonas;
  • Infecções provocadas pelo Bacteroides Fragilis, Fusobacterium sp, Eubacterium ecocos anaeróbios.

Para saber se você está com alguma dessas doenças que foram listadas acima, basta você se consultar com um médico, o qual irá fazer todos os exames laboratoriais necessários para então identificar a sua doença. Pois somente através de uma avaliação médica é possível confirmar se é realmente uma dessas doenças.

CONTRA INDICAÇÕES DO MEDICAMENTO

Certos medicamentos que atuam diretamente no combate a infecções e bactérias, acabam resultando em certas reações no organismo. Isto se deve ao fato de que nem todas as pessoas podem consumir tal remédio. Por isso, fizemos uma descrição do tipo de pessoa que não pode consumir esse medicamento:

  • Pacientes que sintam alergia aos ingredientes que compõem a fórmula do Metronidazol, inclusive a substancia imidazólico, se acaso surgir alguma dúvida em relação a composição do remédio, é importante buscar a orientação de um médico;
  • As mulheres que estiverem gravidas ou no período de amamentação devem evitar o uso desse medicamento.

CUIDADOS AO REALIZAR TRATAMENTO COM O METRONIDAZOL

Metronidazol.

Pessoas que começam o tratamento com Metronidazol devem tomar muito cuidado, independentemente se o tratamento será de curta ou longa duração.

Pacientes que começam um tratamento de longa duração com este medicamento, podem se preparar para poder fazer exames de sangue com frequência, pois este remédio pode afetar os leucócitos, sendo necessário constante monitoração. Além disso, a pessoa começará a ter uma urina mais escura.

Já aqueles que irão consumir por pouco tempo, também devem ficar atentos, afinal, o medicamento provoca alterações mentais, o que pode influencia no seu dia a dia de trabalho.

COMO TOMAR/PASSAR METRONIDAZOL?

O medicamento pode ser consumido via oral (pelos comprimidos) ou aplicado por meio de cremes ou gel. Veja como utilizar;

  • Se for utilizado em dosagem única de 2 gramas;
  • Pelo tempo mínimo de 10 dias, 250 mg duas vezes por dia;
  • Pelo tempo mínimo de 7 dias, 400 mg duas vezes por dia.

Independente da maneira, é preciso que a orientação do uso seja dada por um médico.

EFEITOS COLATERAIS

Saiba quais são os efeitos colaterais para quem consome o Metronidazol de forma inadequada agora abaixo:

  • Dor de estômago;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Mudança no paladar;
  • Sensação de língua áspera;
  • Sentir gosto na boca de metal;
  • Dor de cabeça;
  • Convulsões;
  • Tontura e confusão mental;
  • Confusão na coordenação motora e ao falar;
  • Mudanças de humor;
  • Coceira e erupções na pele;

 

Gostou deste artigo? Para ver mais artigos interessantes como este Clique Aqui!

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.