Aprenda Como EMAGRECER De Vez de Uma Forma Rápida e SAUDÁVEL, Sem Sofrimento e Sem Suar em Academias...   Coloque seu E-mail para te enviar o Material que vai mudar a sua vida....

Doenças

Principais sintomas da febre Chikunguya – Faça o seu diagnóstico

Muito tem se falado nos últimos tempos sobre a febre Chikungunya, os seus sintomas e os riscos que ela apresenta. Trata-se de uma doença viral transmitida através da picada do mosquito Aedes aegypti (o mesmo que transmite a Dengue) ou do Aedes albopictus infectados.

Por ser transmitida pelo mesmo mosquito que causa a dengue, ela traz os mesmos sintomas que a doença, tais como o mal-estar, febre, dor de cabeça e cansaço. Todavia, diferente da dengue, ela não provoca hemorragias, o que a torna menos fatal.

Quais são os principais sintomas?

O tempo em que os sintomas levam para surgir no paciente é variável, podendo ser entre três a sete dias após a picada do mosquito. Os principais sintomas da Chikungunya são: Febre em torno de 40°C, mal-estar, diarreia, dor nas articulações, abdominais e na região lombar; erupções da pele, dor nos olhos, dor de garganta e enxaqueca.

Principais sintomas da febre Chikunguya

De modo geral, os sintomas começam a melhorar a partir da segunda semana da infecção. Contudo, também existem casos onde os pacientes entram na fase subaguda da doença, cuja característica é a sequência das dores nas articulações (sem febre), cuja duração pode chegar até um mês.

Também pode acontecer de as dores persistirem por aproximadamente três meses, onde o infectado está na fase crônica da febre Chikungunya, que pode durar por até três anos.

Quais são os tratamentos indicados?

Infelizmente, assim como no caso da doença da dengue, não há um tratamento direcionado à febre Chikungunya, pelo fato de ainda não terem desenvolvido um medicamento que atue diretamente contra o vírus, removendo-o do organismo. Sendo assim, o tratamento recomendado é apenas o de suporte, cuja finalidade é diminuir seus sintomas.

Mas, nem tudo é tão negativo no tratamento da febre Chikungunya. Isso porque a maioria da população atingida pelo vírus se cura naturalmente, após um período de sete a dez dias.

As únicas indicações são o consumo de bastante líquido e repouso. Já no caso de dores nas articulações e febre, o paciente por vir a tomar medicamentos como Dipirona e Paracetamol.

Como prevenir a doença?

O único modo de prevenir a doença é ficando atento (a) aos focos de água parada, local onde as larvas dos Aedes aegypti e albopictus são originadas. Verifique a existência de água parada em pneus, garradas, se a caixa d’água não está descoberta, coloque areia nos vasos de plantas e cubra a piscina quando a mesma não estiver em uso.

Principais sintomas da febre Chikunguya

Fazer uso de repelentes também é uma forma de prevenir a doença.

Como o Chikunguya se espalhou pelo mundo

O mosquito Chikungunya foi reconhecido pela primeira na década de 1950, após um surto que acometeu a Tanzânia, país localizado no continente africano. O vírus viria a se espalhar por todo o continente, além do sul da Ásia.

Mais de 50 anos depois, o vírus se espalhou pelas ilhas do Oceano Índico, até atingir a Índia. Posteriormente as regiões da Indonésia, Sri Lanka, Malásia e Ilhas Maldivas também foram condenadas com a doença.

A partir desta expansão da infecção do vírus, outros casos no continente europeu foram identificados, importando a doença para vários países dos continentes americanos. O primeiro local da América a ser atingido foi o Caribe, no ano de 2013.

No Brasil o primeiro caso chegou em setembro de 2014. Todos os casos identificados no país eram importados. Ou seja, a infecção veio por meio de brasileiros que haviam viajado anteriormente e sofreram a infecção.

A partir desta data, foram identificadas as primeiras transmissões locais, e devido a ausência de anticorpos contra o vírus, a doença se propagou em diversas regiões do território brasileiro.

Gostou deste artigo? Para ver mais artigos interessantes como este Clique Aqui!

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.